sexta-feira, 25 de março de 2011

a graça é inexplicável

“Então ela caiu sobre o seu rosto, e se inclinou a terra; e disse-lhe: Por que achei graça em teus olhos, para que faças caso de mim, sendo eu uma estrangeira? E respondeu Boaz, e disse-lhe: Bem se me contou quanto fizeste à tua sogra, depois da morte de teu marido; e deixaste a teu pai e a tua mãe, e a terra onde nasceste, e vieste para um povo que antes não conheceste. O SENHOR retribua o teu feito; e te seja concedido pleno galardão da parte do SENHOR, Deus de Israel, sob cujas asas te vieste abrigar”. – Rt 2:10-12

A graça é algo realmente inexplicável. Rute era uma estrangeira Moabita, e mesmo assim Boaz quis ajudá-la. Isso fala do que Cristo fez a Igreja; pois Boaz era Belemita e Efrateu como o Senhor e nós éramos como Rute: Gentios!


Esse texto é uma representação da nossa vida:

  1. A decisão de Rute representa a nossa decisão:

A decisão dela foi de abandonar familiares, posses para se aliançar com o Deus de Israel.

Nós também decidimos pelo Deus de Israel, colocando familiares, posses em segundo plano em favor do Reino de Deus.

Por isso, Jesus disse: “Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna”. – Mc 10:28, 29

Jesus sabia e ainda sabe hoje o quanto é doloroso para nós, como também foi doloroso para ele se esvaziar da sua glória e poder para vir nos resgatar. Por isso, Jesus e Boaz disseram sobre galardão ou recompensa;

  1. O galardão acontece por causa da nossa decisão:
A retribuição do SENHOR viria porque ela colocou o Deus de Israel em primeiro plano, o receber cem vezes tanto, vem pelo deixar casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos, campos por amor a Jesus e ao evangelho.

O interessante é que:

  • O galardão é retribuição, é conquista!

Há 15 versículos na bíblia que falam sobre galardão. E em todos, o galardão é tido como recompensa, retribuição e conquista, veja:

è Gn 15:1 à Deus disse “Eu sou teu escudo, teu galardão será grandíssimo” Pois no capitulo 14, Abraão, enfrentou cinco reis e ainda libertou seu sobrinho Ló, mostrando assim o galardão como recompensa!

è Gn 30:18 à Leia ou Lia disse “Deus me tem dado galardão, porquanto tenho dado minha serva a meu marido”. Esse galardão era um filho chamado Issacar que significa “recompensa, galardão”. Ela só teve o galardão, pois permitiu sua serva ter relações sexuais com seu marido que na época do Gênesis era algo permitido.  Issacar nasceu como recompensa do relacionamento de Jacó com Lia ou Léia;

è Sl 109:20 à Esse galardão aqui é algo para os inimigos do Salmista. Pois no versículo 18 e 19 diz: “Assim como se vestiu de maldição como de um vestido, assim penetre ela nas suas entranhas como água, e em seus ossos como azeite! Seja para ele como o vestido com que ele se cobre, e como o cinto com que sempre anda cingido”!  Esse galardão é a maldição que os inimigos do salmista quis fazer acontecer contra ele. Vemos então que até mesmo suas intenções podem determinar seu galardão.

è Sl 127:3 à Esse galardão aqui são os filhos como recompensa do relacionamento do casal crente com o SENHOR, como aconteceu com Isabel e Zacarias, pais de João Batista. (Lc 1:5 - 80)

è Pv 11:18 à Esse galardão aqui é fruto de uma semeadura. Semeou justiça colheu galardão seguro. Toda semeadura resulta em uma colheita. Suas sementes lhe trarão galardões.

è Pv 22:4 à Os galardões aqui são: “Riquezas, honra e vida” como conseqüência da humildade e do temor do SENHOR. Se você teme ao SENHOR e é humilde tem riquezas naturais e espirituais, honra naturais e espirituais e vida natural e espiritual. Ser humilde é saber quem você é no SENHOR!

è Is 40:10 à O nosso galardão está com Deus. Não com homens, posições, posses, ou mesmo na terra. Ele vem para retribuir cada um segundo suas obras, seus feitos (Jr. 17:10; Rm 14:12; II Co 5:10).

è Is 49:4 à O galardão é visto aqui como “direito”. Todo galardão é um direito seu, não um dom dado, um presente, pois como Rm 4:4 diz:
Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado a recompensa segundo a graça, mas segundo a dívida”.

è Is 62:11 à O galardão aqui é anunciado em toda terra. Isso nos faz lembrar de Dt 28:2, onde Deus nos exaltaria sobre toda a terra por nossa obediência, nos faz lembrar ainda de Mt 6:6, onde Deus nos recompensará publicamente. Seu galardão, seu direito, sua recompensa, não ficará oculta aos olhos das pessoas, antes, será visto, E todos os povos da terra verão que és chamado pelo nome do SENHOR, e terão temor de ti – Dt 28:10

è Jr. 31:16 à O galardão nos faz esquecer o choro, as lágrimas e ainda vem cheio de restituição. O galardão é visto aqui como recompensa “do teu trabalho”.

è Mt 5:12 à O galardão é fruto de perseguição pela justiça de Deus. Quanto mais sofremos pelo evangelho mais recompensado somos. Esse é o pensamento que permeia Hb 11:35 – 40. O galardão é produtor de alegria e regozijo.

è Lc 6:23 à O galardão será entregue nos céus, quando todos passaremos pelo tribunal de Cristo, esse tribunal não é para condenação, visto que só a Igreja passa por ela, mas para recompensa como diz II Co 5:10. Por isso devemos fitar nossos olhares para Jesus, pois é ele quem nos dará a recompensa!

è I Co 3:8 à Galardão é individual, não coletivo. Você colherá o que plantou
(Gl 6:7), Você determina o tamanho do teu galardão, só depende de você!
Esse é o pensamento que permeia Mc 9:41

è I Co 3:14 à O galardão bem estruturado é aquele que permanece. Só aqueles que permanecerem é que serão recompensados, por isso Jesus advertiu seus discípulos a edificarem tesouros nos céus, pois as coisas lá no céu são coisas permanentes. II Co 4:16-18

  • O galardão será pleno

Pleno é algo que se mostra cheio, repleto, completo, inteiro, perfeito, cabal, carregado.

 Por isso, Jesus disse: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo”.

 O galardão é transbordante por isso o Sl 126 diz: “Os que semeiam com lágrimas, com júbilo colherão”.


Só seremos galardoados, recompensados, se primeiro abandonarmos o que nos impede de servir ao SENHOR com o nosso melhor, com o nosso “Máximo para o mais elevelado” e então seremos exaltados!

Quero finalizar com perguntas:

  • Você realmente se decidiu por Cristo?

  • Está disposto a dar tudo o que tem por ele?

Alguém já disse “Devemos tudo na vida e na eternidade a Cristo”

  • O que você tem semeado agora, para colher no céu?

Orlando Boyer já disse “Não é só o ambiente, mas a escolha da mocidade que determina seu futuro não só aqui mas também no céu”

Que sejamos pessoas que semeiem bem, para podermos colher melhor ainda.

Que Deus mude nossa semeadura se ela for a causa de colhermos coisas ruins e más

Que Deus nos dê o foco não só do galardão, mas também não deixe que o percamos de vista