terça-feira, 15 de março de 2011

“A unção”

“A unção”

O termo unção ocorre três vezes no Novo Testamento e vinte vezes no Antigo.

A palavra grega para unção é Chrisma, e a hebraica é Cuwk.

A primeira menção está em Ex 25:6 e a última em I Jo 2:27

Unção significa “Ato ou efeito de ungir, de aplicar óleo consagrado numa pessoa, cerimônia em que esse ato se dá”.

A etimologia da palavra unção para a língua portuguesa se dá do Latim
“Unctonis: ação de esfregar, de untar, ungüento”.

No seu livro “A unção” Benny Hinn diz que há três tipos de unção:

·        Unção do Leproso – Lv 14 è Salvação da Alma
·        Unção Sacerdotal – At. 2  è Batismo no Espírito Santo
·        Unção Real – Lc 10:19 è Autoridade espiritual em Deus

O que precisamos fazer para receber os três tipos de unção: (benny hinn)

  • Unção do Leproso è Receber Jesus como Senhor e Salvador
  • Unção Sacerdotal è Entrar em Comunhão com Jesus
  • Unção Real è Obedecer a Jesus

De acordo com o Pr Benny hinn, a unção do Leproso, jamais se perde. A unção sacerdotal se perde com o pecado constante e a unção real é a mais difícil de receber.

No Antigo Testamento, o sacerdote era “ungido” todos os dias. Igualmente o Cristão precisa ser “ungido” todos os dias, afinal o nosso Senhor Jesus é o Cristo “Ungido”. Aquele que unge foi um dia ungido.

O Pr Benny ensina ainda que: “Um número significativo de crentes não tem qualquer conhecimento desse nível das atividades do Espírito Santo em sua vida; e, muito menos ainda, não sabem como rece­ber esse tipo de unção.”

O fato é que o apóstolo João diz que “todos recebemos unção e ela permanece em nós”. Veja a vida do profeta Eliseu:

 “Ressuscitou mortos, estando fisicamente morto” (II Rs 13:20, 21).

Quero concluir com algumas indagações:

  1. Você já passou por algum tipo de unção citada?
  2. Você estagnou em algum desses tipos?
  3. Em qual “unção” você está?