quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Lembre-se!

Mq 6:5 “Meu povo, lembre-se do que Balaque, rei de Moabe, pediu e do que Balaão, filho de Beor, respondeu. Recorde a viagem que você fez desde Sitim até Gilgal, e reconheça que os atos do Senhor são justos”
Vamos aprender a como reconhecer os atos justos de Deus. A primeira coisa a se fazer é:
1.       Lembrar-se:

a)      Da promulgação da lei, Dt 4:9-10.
b)      Da aliança, Dt 4:23.
c)      Do cativeiro passado, Dt 5:15.
d)     Da grande libertação, Dt 7:18.
e)      Da liderança e provisão divinas,Dt  8:2-6.
f)       Dos pecados do passado, Dt 9:7.
g)      Dos juízos divinos, Dt 24:9.
h)      Dos dias passados, Dt 32:7.
i)        Do sacrificio de Jesus, 1 Co 11:23-26

2.      Recordar a viagem:
Sitim é a última parada dos judeus antes de entrarem na terra Santa (Nm 25:1; Js 2:1; 3:1) e Gilgal foi o primeiro acampamento dos judeus a oeste do Jordão (Js 4:19-24).
Deus esteve chamando os judeus para recordarem da sua transformação de escravos a livres no SENHOR e neste momento está nos chamando também para lembrarmos aquilo que ele tem feito por nós. Ele deixou sua glória, encarnou-se, morreu e ressurgiu por nossa causa (Rm 4:25). Ele foi manifestado em carne, justificado em espírito, contemplado por anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo recebido na glória
(1 Tm 3:16)
Podemos dizer como o salmista diz no Sl 126: “Grandes coisas fez o SENHOR por nós por isso estamos alegres”
3.       Reconhecer que Os atos do SENHOR são justos;
A palavra justo aqui nesse texto significa reto (Heb: Tsedaqah). Deus é reto se ele empenhou a palavra ele a cumpre.  Deus não te esquecerá (Is 49:15).
Deus não nos trata segundo merecemos (Sl 103:10), Ele faz tudo muito mais abundamente além do que pensamos ou pedimos (Ef 3:20).
Que você possa trazer à memória o que te dá esperança (Lm 3:21). Que você nunca esqueça “Quão grandes coisas o SENHOR fez por nós, por isso estamos alegres”. E que até aqui nos ajudou o SENHOR – Ebenézer (1 Sm 7:12).