sexta-feira, 2 de março de 2012

Preservando a Primogenitura

A primogenitura era reconhecida pela lei de Deus. O primogênito tinha direito a porção dobrada de tudo o que o pai tinha. Geralmente quando se recebia a primogenitura, recebia-se também uma benção especial, significativa.

Porção dobrada e uma bênção especial foram duas coisas que Esaú desprezou e mesmo que quisesse recuperar depois não pôde. (Gênesis 25:32,34; Hebreus 12:16).

Esaú desprezou um futuro por algo momentâneo. Se analisarmos o contexto vamos perceber algumas coisas:

1. Esaú retrocedeu em sua palavra;

Ao abrir mão da primogenitura, ele estava declarando que não queria nenhuma benção também. No entanto, momentos depois, ele quis matar Jacó, quando este recebeu a benção que Esaú menosprezara.

2. Nós desprezamos nossa primogenitura quando ouvimos mais a nossa carne do que o nosso espírito;


Tanto Isaque e Esaú erraram nesse ponto, pois quando Jacó chegou. Isaque disse: "A voz é a voz e Jacó, mas as mãos são as mãos de Esaú". E Esaú errou pois trocou a benção definitiva por causa de um cansaço.

Diante disto, pelo que temos trocado nossa primogenitura? 

Adão trocou sua "primogenitura" (relacionamento com Deus) por seu relacionamento com Eva;
Abrão trocou sua "primogenitura"(andar em fé) por anuir ao conselho de Sarai (ter filho com Agar)
Rúben trocou sua primogenitura ao se deitar com Bila (Gênesis 25:22; 1 º Crônicas 5:1);

Uma pergunta extremamente importante é "Vale a pena, trocar minha primogenitura?"

Não troque sua primogenitura por um prato de lentilhas, valorize seus princípios"