terça-feira, 8 de maio de 2012

O que Deus requer de mim e de você



Porque assim diz o SENHOR Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em
sossegardes, está a vossa salvação; na tranqüilidade e na confiança, a vossa força, mas
não o quisestes. (Is. 30:15 ARA)

Introdução: Esse versículo revela o que Deus requer de mim e de você e as
recompensas que teremos se o obedecermos. O que Deus requer de mim e você é:

1.  Conversão:

a.  Essencial para Ingressar no Reino de Deus  

“Eu lhes asseguro que, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais
entrarão no Reino dos céus.” (Mt. 18:3 NVI).

Jesus estabeleceu esse princípio para Nicodemos, um líder judeu, diante de quem seríamos
envergonhados por tanta moralidade, um homem respeitado pela sua religiosidade.

b.  Prepara para o Serviço  Cristão  

Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça
os seus irmãos". (Lc. 22:32 NVI).

O apóstolo Paulo só teve sucesso ministerial após uma genuína conversão e experiência
com o Senhor Jesus Cristo

c.  Imposta a todos os homens

No passado Deus não levou em conta essa ignorância. Mas agora ele manda que todas as
pessoas, em todos os lugares, se arrependam dos seus pecados. (At. 17:31 NVI).

Quando Jesus falou sobre a regeneração a Nicodemos ele a condicionou a todos os homens
sejam eles moralistas, “santos”. Todos precisam de arrependimento; o padrão
permanece inalterado.

Conheci um irmão em Cristo recentemente (Irmão Jordão da Ass. De Deus) que diz estar desviado
porque não ora mais tanto quanto orava. Mostrou-nos os seus joelhos e estavam calejados de tanto
orar.  O simples fato de não orar tanto quanto antes era para ele um “desvio” da chamada de Deus
para ele.

2.  Descanso:

a.  Dado pela presença divina:

Respondeu-lhe: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso. (Ex. 33:14 NVI).
Então eles partiram do monte do SENHOR e viajaram três dias. A arca da aliança do
SENHOR foi à frente deles durante aqueles três dias para encontrar um lugar para
descansarem. (Nm 10:33 NVI)

A presença de Deus (Arca da Aliança no AT) foi o meio que Deus lhes deu descanso (Nm.
10:33), abriu o rio Jordão (Js. 3) deixou os filisteus com medo (I Sm. 5).

b.  Pode ser perdido pela teimosia:  

Ao qual dissera: "Este é o lugar de descanso. Deixem descansar o exausto. Este é o lugar de
repouso! " Mas eles não quiseram ouvir. (Is. 28:12 NVI)

O contexto mostra claramente que o meio para alcançar o descanso é a ORAÇÃO EM
LÍNGUAS e mostra também que é o SENHOR falando. (Is. 28:11)

c.  Apropriado pela fé

Pois nós, os que cremos, é que entramos naquele descanso, conforme Deus disse: "Assim
jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso" — embora as suas obras estivessem
concluídas desde a criação do mundo. (Hb. 4:3 NVI)

Todas as bênçãos prometidas pelo SENHOR, Deus de Israel são acessadas pela fé. “Sem fé
é impossível agradar-lhe” (Hb. 11:6), tudo o que não é de fé é pecado (Rm. 14:23), nós
Andamos pela fé (2 Co. 5:7), a fé é a vitória que vence o mundo (1 Jo. 5:4). Os sinais só
seguem os que crêem, isto é tem fé (Mc. 16:17,18).

E como resultado nós obtemos do Pai:

1.  Salvação:

A palavra hebraica é “Yasha” e tem vários significados: “salvar, ser salvo, ser libertado, ser
vitorioso, livrar de problemas morais”. A palavra grega é “Sozo” e tem vários significados:
“salvar, manter são e salvo, resgatar do perigo ou destruição, fazer bem, curar, restaurar a
saúde, conduzir seguramente”. Jesus veio especificamente para nos salvar dos pecados: Ela
dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo
dos seus pecados". (Mt. 1:21)

2.  Força:

A palavra “força” no hebraico é gebuwrah e pode ser traduzida como “vitória, esplendor,
valentia, poder, valor, vigor, poderosos feitos, fortaleza”. Deus é nossa fortaleza (Sl. 46:1),
Deus multiplica nosso vigor (Is. 40:28-31), Deus nos dá poder (At. 1:8), Ele é o esplendor
da Glória (Hb. 1:3) e nós o refletimos como espelho (2 Co. 3:18). O SENHOR é nossa força
(Ex. 15:2), força está no santuário (presença) de Deus (1 Cr. 16:27), a alegria do SENHOR é
nossa força (Ne. 8:10), Deus suscita força até de crianças (Sl. 8:2)

Conclusão: Agora sabemos porque os profetas, apóstolos e o Senhor Jesus Cristo
pregaram tanto o arrependimento (conversão genuína). Agora sabemos porque os
discípulos eram tão usados, tiravam força da fraqueza (Hb. 11:34ss), porque eles
verdadeiramente se converteram ao Pastor e Bispo de nossas almas (1 Pe. 2:25).