segunda-feira, 8 de maio de 2017

Uma volta à presença de Deus – Edu Marques

Resultado de imagem para ezequias voltando a Deus



Tinha Ezequias vinte e cinco anos de idade, quando começou a reinar, e reinou vinte e nove anos em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Abia, filha de Zacarias.
E fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme a tudo quanto fizera Davi, seu pai.
2 Crônicas 29:1,2
30:25-27
E alegraram-se, toda a congregação de Judá, e os sacerdotes, e os levitas, toda a congregação de todos os que vieram de Israel, como também os estrangeiros que vieram da terra de Israel e os que habitavam em Judá.
E houve grande alegria em Jerusalém; porque desde os dias de Salomão, filho de Davi, rei de Israel, tal não houve em Jerusalém.
Então os sacerdotes e os levitas se levantaram e abençoaram o povo; e a sua voz foi ouvida; porque a sua oração chegou até à santa habitação de Deus, até aos céus.

                                    Introdução                         

O reinado de Ezequias marcou uma época de um grande avivamento espiritual, coisa que não acontecia desde os tempos de seu pai Acaz,(Cap.28), a qual fechou as portas do templo do Senhor, e instituiu práticas abomináveis em Israel, todo tipo de imagens fundidas, e sacrificou os próprios filhos, fazendo isso Deus os entregou aos seus inimigos, porque  violou as leis do Senhor a qual tinha ordenado ao seu povo a forma correta de lhe prestar culto.
Uma das primeiras coisas que Ezequias fez, foi abrir as portas da Casa do Senhor. Como está descrito no verso 3, e ele convoca os levitas a qual trabalhavam na Casa de Deus e os chama a santidade, e a renovar a Aliança com Deus. Ezequias sabia que foi pela transgressão de seu pai, que copiava os cultos pagãos, e por isso que veio a grande ira do Senhor contra eles.

1. Os Levitas purificam o templo
Eles tiraram para fora toda a abominação e imundícia que estava na casa do Senhor. Todos os ídolos, estátuas, toda forma de culto que não era descrito pela lei do Senhor, toda a forma de culto que copiavam das nações pagãs e ímpias.

2. Ezequias restabelece o culto a Deus
Algo que não se fazia a muito tempo.
O culto começa como? Com ofertas pelo pecado de todos, por abandonarem a Lei do Senhor. Do verso 21 ao 24 ele mandou trazer todos os animais para o sacrifício pelos pecados do povo.

E pôs os levitas na casa do Senhor com címbalos, com saltérios, e com harpas, conforme ao mandado de Davi e de Gade, o vidente do rei, e do profeta Natã; porque este mandado veio do Senhor, por mão de seus profetas.
Estavam, pois, os levitas em pé com os instrumentos de Davi, e os sacerdotes com as trombetas.
E Ezequias deu ordem que oferecessem o holocausto sobre o altar; e ao tempo em que começou o holocausto, começou também o canto do Senhor, com as trombetas e com os instrumentos de Davi, rei de Israel.
E toda a congregação se prostrou, quando entoavam o canto, e as trombetas eram tocadas; tudo isto até o holocausto se acabar.
E acabando de o oferecer, o rei e todos quantos com ele se achavam se prostraram e adoraram.
Então o rei Ezequias e os príncipes disseram aos levitas que louvassem ao Senhor com as palavras de Davi, e de Asafe, o vidente. E o louvaram com alegria e se inclinaram e adoraram.
2 Crônicas 29:25-30

No verso 35 nos diz que esses holocaustos eram em abundância a ponto de ter que chamar mais pessoas para ajudar nos sacrifícios, porque somente os sacerdotes pela Lei é que podiam sacrificar, e no v.36 diz que todo o povo se alegrava e se prostrava com isso.

3. A Celebração da Páscoa
No capítulo 30, Ezequias faz um pregão, ou seja, um decreto do Rei, para que todo o povo fosse chamado por meio de cartas a vir celebrar a Páscoa do Senhor. Todo o povo foi convocado para essa festa, enviou cartas por todo o reino.
Infelizmente, muitos não estavam em disposição, ou comunhão com o Senhor, não haviam se santificado a Deus, mas estavam dispostos a servirem o Senhor de todo o coração, que Ezequias ora por eles e diz:

“.....porém Ezequias orou por eles, dizendo: O Senhor, que é bom, perdoa todo aquele
Que tem preparado o seu coração para buscar ao Senhor Deus, o Deus de seus pais, ainda que não esteja purificado segundo a purificação do santuário.
E ouviu o Senhor a Ezequias, e sarou o povo.
2 Crônicas 30:18b-20

E também, Ezequias, rei de Judá, apresentou como um ato extraordinário de generosidade e compromisso pessoal, o rei compartilhou seus próprios recursos com o povo. Possivelmente, de alguma forma, isso foi necessário devido a uma segunda semana imprevista de sacrifício. Os estrangeiros eram forasteiros que viviam em Israel e Judá e podiam ir às festas, porque se uniram a Deus e à Lei.
A festa da Páscoa era seguida pela festa dos pães asmos, que eram sete dias que o povo ficava reunido comendo esses pães. A abundância era tanta, que eles ficaram mais sete dias de festas, ou seja, quatorze dias festejando a festa dos pães asmos, porque Ezequias apresentou mais ofertas de mil novilhos e sete mil ovelhas, e os príncipes de Israel, mais mil novilhos e dez mil ovelhas. Ler o 25-27.

                                   Aplicação

1- Purifica a nossa vida
Ezequias como era da descendência de Davi, e um antepassado de Jesus, tipifica, era um tipo, para nós hoje o Senhor Jesus Cristo que purificou e purifica as nossas vidas e intercede por nós. Jesus também compartilhou seus recursos com o seu povo. Toda a riqueza dá glória, Ele concedeu a nós.
No NT nos somos descritos com Templos do Espírito Santo de Deus que habita em nós. Depois que somos remidos por seu sangue, o Espírito santo vem habitar em nós.

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
1 Coríntios 6:19

Somos propriedades dEle.

Culto não é apenas na Igreja, é uma forma de vida. Ele nos ordena a fazer o que, a fugir de todo tipo de pecado contra o nosso corpo, se eu faço coisas contra o meu corpo, eu estou trazendo abominações ao Templo do Espírito Santo. E não podemos também, querer copiar a forma de culto de outros que não servem ao Senhor, não posso me comparar com pessoas ímpias que não temem a Deus, pode até ser legal, atraí muitas pessoas, mas não é bíblico, e se não é bíblico, não podemos fazer, fazemos somente o que a Bíblia nos manda.
Não existe mais o Templo em Israel, ele foi destruído no ano 70 d.c. pelo Império Romano e Cristo deixou isso bem claro para nós em Mateus 24.1-2:

E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.
Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.

Essa idéia de que o templo dos judeus precisa ser reconstruído por causa da volta de Jesus, é fruto de uma péssima Teologia e má interpretação bíblica, porque em Hebreus 9 nos diz que não precisamos mais do sacerdócio, e sim, que temos um único Sacerdote que entrou uma única vez e ofereceu um único sacrifício pelo perdão de nossos pecados.

2- Ele estabelece o nosso culto, e por onde começamos?
Se todos nós que cremos na oferta de Jesus por nós, e sabemos que ainda somos pecadores, começamos o nosso culto a Deus, confessando os nossos pecados e falhas, lhe pedindo perdão a Deus. Por que de forma alguma podemos omitir isso:

O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. Provérbios 28:13

Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.
Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
1 João 1:8,9


3- Nos convida para uma festa.
Essa festa, é o que viemos fazer aqui hoje, participar da mesa do Senhor juntos em comunhão com ele e com os irmãos. Nessa festa hoje aqui, é um meio de Graça a qual o Senhor nos orientou a fazer para ser um alimento espiritual para nós, para nos fortalecer a nossa fé e a nossa caminhada nesse mundo, e também devemos nos examinarmos para a ver como está a nossa vida diante de Deus, e se eu realmente sei o que eu estou fazendo aqui nesse dia de Ceia. A Bíblia diz que todo o povo se alegrou na Páscoa, hoje a Ceia para nós como Igreja do Senhor, como povo de Deus, substitui a Páscoa, e nos diz que devemos também nos alegrar por tão grande Salvação em Cristo que temos hoje, e a certeza de que nossas orações serão escutadas por Deus. Olha o que diz em Provérbios 28:9:

O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável. Quer ter a sua oração escutada?

Obedeça os mandamentos do Senhor.

Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.
1 Coríntios 11:28

Depois que passamos por esse processo de santificação, o avivamento nas nossas vidas acontece. Avivamento não é barulho, ou cair em êxtase emocional, sim uma vida de santificação e obediência a Palavra de Deus. Não podemos jamais nos apresentar como nos tempos de Acaz onde o Templo era fechado cheio de imundícias e pecados dos mais detestáveis possíveis, devemos nos apresentar a Deus, como fez Ezequias, voltando-se para as Escrituras,  confessando os nossos pecados, nos examinando, estabelecendo as nossas vidas para o cultuar ao Senhor Deus de forma digna e correta.

Que Deus abençoe à todos!