segunda-feira, 25 de abril de 2011

O real significado da Páscoa na Bíblia

A PÁSCOA BÍBLICA:
A páscoa bíblica é uma das sete festas judaicas. A páscoa foi estabelecida no primeiro mês do calendário judaico, o mês de Abibe (Março-Abril) no dia 14 deste mês à tarde.
As sete festas judaicas estão registradas em Levítico 23 e são:
  1. Páscoa – Aponta para a morte de Cristo no Calvário. (Jo 1:29)
  2. Pães Asmos – Aponta para uma vida sem pecado. (1 Co 5:7)
  3. Primícias – Aponta para a ressurreição (1 Co 15)
  4. Pentecostes – Aponta para o batismo com o Espírito Santo (At. 2)
  5. Trombeta – Aponta para o arrebatamento (1 Ts 4:15 – 5:11)
  6. Expiação – Redenção de todos judeus (Zc 12:10)
  7. Tabernáculos – Aponta para o Milênio (Zc 14:9)
A primeira páscoa da história aconteceu na saída dos judeus da escravidão do Egito. O povo Judeu a início era um povo nômade, mas devido uma fome que aconteceu em todo o mundo na época de Jacó, desceram ao Egito para comprar comida, visto que somente o Egito tinha comida estocada na época. Ao descer para lá e as condições de vida ser favoráveis, resolveram permanecer lá.
Mas logo essa condição favorável acabou e eles foram escravizados por 400 anos conforme nos conta Gn 15:13-16:
Então disse a Abrão: Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, Mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza. E tu irás a teus pais em paz; em boa velhice serás sepultado. E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.
A páscoa é, portanto, o sinal visível e exterior do julgamento de Deus para libertar os judeus da escravidão do Egito.
A páscoa se deu como julgamento entre a nona e a décima praga que assolou o Egito.
O número dez fala de algo completo na bíblia, portanto, as pragas que assolaram o Egito foram algo completo.
Naquela época, o Egito que era uma nação politeísta (adora a muitos deuses), tinha dez deuses que eles consideravam invencíveis, aos quais o SENHOR, o Deus de Israel venceu com as seus dez juízos.
Eis aqui uma relação das pragas com a derrota dos pseudo-deuses egípcios:





Pragas
Texto Bíblico
Deuses
Ação do deus
Água em Sangue
Ex 7:14-25
Isis e Osíris
Adoração ao Nilo
Rãs
Ex 8:1-15
Ator
Proteção ao Egito
Piolho
Ex 8:16-19
Sebe
Fertilidade
Mosca
Ex 8:20-32
Escar
Cura de doenças
Peste nos animais
Ex 9:1-7
Após; deus boi.
Proteção rebanho
Úlceras
Ex 9:8-12
Tifon
Cura úlceras
Saraiva
Ex 9:13-35
Atmosfera
Controla os céus
Gafanhotos
Ex 10:1-20
Serapia
Prosperidade
Trevas
Ex 10:21-29
Rá (deus sol)
Ilumina trevas
Morte dos primogênitos
Ex 12:29-36
Faraó; deus vida.
Doador da vida


Portanto, vemos que a páscoa no Antigo testamento fala de libertação da Escravidão.
Já no Novo Testamento aponta para Cristo, nossa páscoa (1 Co 5:7):
Limpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.
A páscoa no Novo Testamento é tipo da nossa redenção em Cristo;
Eis aqui uma relação do Cordeiro pascal com o Cordeiro de Deus:
Cordeiro Pascal:                                          Cordeiro de Deus:
Sem defeito                                                  Sem pecado
Macho                                                           Homem
Sacrifício                                                       Sacrifício
Oferecido na Páscoa                                    Oferecido por ocasião da Páscoa
Morto às 15 horas                                       Morto às 15 horas
Sangue redentor                                          Sangue redentor
Purificação carnal                                        Purificação espiritual
Ingerido por famílias                                   Ingerido pela família de Deus na Ceia
Testado antes e aprovado                          Testado antes e aprovado
Redenção do Primogênito                          Entrega do Primogênito
Trouxe vida aos judeus                              Trouxe vida a todos os homens

Onde surgiu o coelho da páscoa e os ovos de chocolate então?

Há duas hipóteses sobre isso:

  1. Na babilônia:

Babilônia foi fundada por Ninrode (Gn 10:8-11).

 Ninrode significa “e ele se rebelou”, portanto, babilônia na Bíblia fala de tudo o que provoca a rebelião a Lei de Deus.
Ninrode foi casado com Semíramis há quem diga que Semíramis seja a mãe do próprio Ninrode, e teve um filho com ela chamado Tamuz; Esse filho desapareceu por quarenta dias e findos esses dias, reapareceu. Com seu reaparecimento sua mãe, o presenteou com ovos pintados, pois o ovo representa uma nova vida, isso quer dizer então que ele estava ressurgindo dos mortos...
Há quem diga que esses 40 dias originaram a quaresma católica.
Sua mãe presenteou Tamuz com coelho simbolizando Fertilidade, pois queria uma grande família.
Semíramis e Tamuz são conhecidos como:
  1. Ashtar e Baal (Astarote e Baal)
  2. Isis e Horus
  3. Cibele e Deouis
  4. Há quem diga que seja também a imagem de Maria e o menino Jesus

  1. Na Grécia:

Como os cristão são renascidos em Deus, logo, eles tem uma nova vida e natureza dentro de si, então na Grécia, surgiu o costume de presentear os cristãos com ovos, indicando assim a sua regeneração!
O coelho já é um costume indo-europeu, adotado pelos gregos. Como os cristãos se multiplicavam muito, logo, a sua “seita” foi comparado com um criadouro de Coelhos... Então para congratular-se com os cristãos, davam-lhes coelhos e ovos!
Agora, a questão do chocolate é uma questão de Marketing. Querem ganhar dinheiro a custa da venda dessas guloseimas;
É importante ressaltar que não há nada de pecaminoso comer chocolate na páscoa desde que o cristão tenha em sua mente o significado real da páscoa.
Para relembrar:
No AT. è Libertação dos judeus da escravidão do Egito (Gn 15:13-16)
No NT è Redenção dos Cristãos em Cristo (1 Co 5:7)

A palavra Páscoa vem do hebraico Pesah e significa: “Passar por cima”, “passagem”. Pois o anjo ao executar a décima praga, “passou por cima” das casas dos judeus e não os feriu...

É Importante ressaltar que na páscoa, o principal alimento era e ainda é o Cordeiro para os judeus, e pão sem fermento (pão asmo) e ervas amargas.
Pois o Cordeiro aponta para Cristo, o Pão asmo para nossa nova vida sem pecado, pois fermento na bíblia fala de pecado, e ervas amargas pelo sofrimento de Jesus na Cruz...

Espero que tenha esclarecido um pouco o real significado da páscoa.