sexta-feira, 3 de junho de 2011

Série de Mensagens "O Cristão Forte" - O Cristão forte é aquele que mede suas ações

O crente forte é aquele que mede o peso das suas ações – I Co 3:10-15


Toda ação que fazemos repercute em nosso redor. Nossas ações envolvem os nossos amigos, familiares e a nossa própria vida. Recentemente aconselhando um amigo, eu lhe disse: “Suas ações determinarão seu futuro, o que você têm plantado para o futuro?” Esse é o pensamento do apóstolo Paulo aqui nesse texto. A nossa conduta aqui na terra refletirá nossa vida na eternidade.
Então aqui entra minha primeira pergunta: Você tem considerado a conseqüência de cada ação sua?
Quero compartilhar aqui algumas coisas a respeito das ações gerais que todos os cristãos fazem:
1.    Tem um fundamento único – Jesus Cristo ( I Co 3:10)
Nós podemos edificar sobre a nossa fé, coisas que são proveitosas e coisas que são destrutivas, sob pretexto de obra de Deus. Foi isso que a igreja católica apostólica romana fez com as “Cruzadas”, era uma “Obra em nome de Deus”.
Todas as religiões ocidentais tem algo a falar sobre Jesus Cristo, os mórmons, falam que ele veio a América depois de sua ressurreição e lhe deu o único direito de ministrar o batismo no Espírito Santo somente a eles. Os testemunhas de Jeová falam que ele é um “deus menor que Jeová”. O espiritismo tem o “Evangelho espírita segundo Jesus Cristo”.
Agora entra em cena, os Testemunhas de Yehoshua, que dizem que Jesus Cristo não é o Messias prometido, mas um profeta iluminado que veio falar de Yehoshua.
O fundamento chamado Jesus Cristo é Geral, todos falam dele, todos professam tê-lo, mas o apóstolo Paulo diz: “mas, veja o que cada um edifica sobre ele”.
O que você tem edificado sobre Jesus? Será algo permanente? Será algo verdadeiro? Pois todos os que eu citei aqui (Mórmons, Testemunhas de Jeová, Testemunhas de Yehoshua, Espíritas, Católicos) têm idéias deturpadas do Senhor Jesus.
Se vamos edificar algo permanente e correto devemos partir de Jesus Cristo, não das nossas idéias, emoções, qualidades, força, pois essas coisas desaparecerão ao longo do tempo, Jesus é o único fundamento eterno.
 Se você quer construir algo eterno em sua vida, gaste tempo a sós com ele, meditando na Palavra, orando em línguas (se você é batizado no Espírito), confessando a Palavra, Adorando o SENHOR, Jejuando, Louvando...
Sem o Senhor Jesus, não podemos nada (Jo 15:5), somos extensão dele, ele é a Videira e nós somos os ramos, tudo o que fazemos procede dele, tem a permissão dele, “Nele, existimos, movemos e vivemos – At. 17:28”, pois “dele, por ele e para ele são todas as coisas, a ele a glória, eternamente amém – Rm 11:36”.
2.    Jesus é fundamento eterno ( I Co 3:11)
Jesus é pré-existente, isto é, ele existia antes de tudo. Ele estava no princípio com Deus e era Deus, sem ele nada do que foi feito se fez (Jo 1:1-3).
A primeira igreja cristã tinha tanta convicção que Jesus era o fundamento eleito pelo Pai que escreveu:
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.  (Gl 1:8);
e, chegando-vos para ele, pedra viva, rejeitada, na verdade, pelos homens, mas, para com Deus eleita e preciosa ( I Pe 2:4);
Nossas emoções, opiniões variam ao longo do tempo, mas o Senhor Jesus é o “mesmo ontem, hoje e eternamente –Hb 13:8”.
Se a sua denominação põe algum dogma que se estende além dos ensinos do Senhor, rejeite-os veemente. Analise tudo a luz da Escritura que testificam de Jesus (Jo 5:39).
Lembre-se que NINGUÉM pode por outro fundamento. Nem pastor, bispo, apóstolo, evangelista, diácono, presbítero, líder de célula, ministro de louvor, intercessor... pode por outro fundamento.
Será que estamos dentro do Fundamento – Jesus?
3.    A nossa construção sobre Jesus ( I Co 3:12)
Ouro, prata e pedras preciosas são coisas que superam desafios, coisas aprovadas, resistentes. Isso nos fala que para edificar algo excelente para Deus, precisamos de: Superação, Aprovação e Resistência.
Madeira, feno e palha são coisas que você encontra em todo o lugar, coisas que são leves, coisas ordinárias. Isso nos fala que para edificar algo excelente para Deus precisamos deixar de agir como todo mundo age, tem determinação e buscar o extraordinário, o sobrenatural de Deus.
Como têm sido sua construção diante do Senhor? Lembre que o dia do SENHOR a manifestará e que dessa construção depende todo o teu galardão, ou recompensa (Sl 62:12)
As escrituram nos chamam de “Construtores, edificadores” (Sl 118:22,23), e o que nós edificamos é digno do Reino? Pense nisso!