Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Resenha: Gestão da emoção (AUGUSTO CURY)

Gestão da emoção: Gestão do pensamento
Augusto estabelece esse fato logo no início da obra (p. 08), onde ele diz: “a gestão da emoção depende da gestão do pensamento”. Mais adiante, ele reafirma e expande essa ideia dizendo (p. 119): “A unidade básica da mente humana é o pensamento, Os pensamentos são os alicerces e os tijolos de todos os tipos de conhecimento: dos lúcidos aos estúpidos, das ideias inteligentes às perturbadoras, das ciências humanas às lógicas. Os pensamentos também são os trilhos das emoções. Pensa-se no futuro e sofre-se por antecipação. Rumina-se a discriminação e experimentam-se angústias. Alegria e tristeza, euforia e humor depressivo, prazer e angústia, aplausos e vaias, autoestima e autopunição, amor e ódio, enfim, o universo das emoções depende dos trilhos dos pensamentos”. (Grifo nosso).
O autor sabe que gerir o pensamento é exercer a capacidade crítica de pensar e qual o resultado dela. Ele diz (p. 33): “(...) Toda crítica é maculada pelo olhar do crítico (q…

Um convite à reflexão: Resenha de podres de mimados – Theodore Dalrymple

Um convite à reflexão: Resenha de podres de mimados – Theodore Dalrymple
O livro tem seis capítulos. Trabalha uma crítica pertinente ao sentimentalismo. Afinal de contas, o que é “Sentimentalismo”? Dalrymple, valendo de uma expressão de Myron Magnet, diz que sentimentalismo é a expressão da emoção sem julgamento. Talvez ele seja pior do que isso: é a expressão da emoção sem um reconhecimento de que o julgamento deveria fazer parte de como devemos reagir ao que vemos e ouvimos (pg. 87). A pergunta que se faz a essa altura é: “Então, sentimentalismo é contra qualquer expressão de emoção”? A resposta que Dalrymple é que não. Ele escreve: “A questão não é se deve haver emoções, mas como, quando e em que grau elas devem ser expressadas, e que papel elas devem desempenhar na vida humana” (p. 78). 
O livro aponta que o sentimentalismo é a causa de muitos males que assediam a sociedade hoje. Uma das maiores influências nesse caso é Jean Jacques Rosseau com o seu romantismo. Segundo Pondé, o