Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

A formação do Cânon do Novo Testamento

A formação do Cânon do Novo Testamento Definição do Termo:
O termo foi usado pela primeira vez por Quintiliano para designar a biblioteca de obras clássicas, nos parâmetros da escola de Alexandria. O termo só passou a ter conotação teológica no terceiro século com Orígenes.
Cânon – “Vara de Medir”, por conseguinte, regra ou padrão de fé, ou seja,  livros divinamente inspirados por Deus.
Formação do Cânon:
Os escritos do Novo Testamento foram concluídos pouco depois do inicio do 2º século, entretanto, a formação do Novo Testamento com os livros que o compõem, como Cânon, não foi imediata. Não é possível determinar a data exata do reconhecimento completo do Novo Testamento, tal como o usamos atualmente, mas sabe-se que não aconteceu antes do ano 300.
Os concílios que se realizavam, de quando em quando, não escolheram os livros para a formação do Cânon, apenas ratificaram as escolhas já feitas pelas Igrejas. Não devemos imaginar que o processo de definição do Canon foi obra de comissões q…

Deus não tem a obrigação de realizar seus sonhos!

*  As citações foram todas retiradas da N.V.I (Nova Versão Internacional – Sociedade Bíblica Internacional) salvo indicações ao contrário.
* Nota: Texto longo, e cheio de Citações Bíblicas
Foram-se os meus dias, os meus planos fracassaram, como também os desejos do meu coração.  (Jó 17:11)
O que é um Sonho?
O Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa 3.0 define sonho como “ato ou efeito de sonhar; conjunto de imagens, de pensamentos ou de fantasias que se apresentam à mente durante o sono; seqüências de idéias soltas e incoerentes, às quais o espírito se entrega, devaneio, fantasia; plano ou desejo absurdo, sem fundamento, fantasia, utopia; desejo vivo e constante, anseio; coisa ou pessoa muito bonita, visão; idéia ou ideal dominante que alguém ou um grupo busca com interesse ou paixão”.
A Bíblia hora nenhuma mostra que Deus é obrigado a cumprir nossos sonhos, nossos desejos vivos, nossas metas, nossos devaneios, nossas fantasias, isso é resultado de um falso evangelho que te…

As antigas doutrinas da Graça

AS ANTIGAS DOUTRINAS DA GRAÇA
As antigas Doutrinas da Graça são a síntese da doutrina dos reformadores
As antigas doutrinas da graça são a síntese da doutrina dos reformadores, as quais, por sua vez, consistem na redescoberta da pregação apostólica. As confissões de fé das Igrejas Luterana, Reformada, Presbiteriana, Anglicana Congregacional e Batista, professam em suas confissões de fé originais, as antigas doutrinas da Graça.
O termo Calvinismo é usado para identificar as antigas doutrinas da Graça, mas esse termo não é muito apropriado, não porque não corresponda às doutrinas ensinadas por João Calvino o reformador francês, mas porque, na realidade essas doutrinas não são subscritas apenas por Ele. 
As antigas doutrinas da Graça foram ensinadas pelo Senhor Jesus, por seus apóstolos, por Agostinho, por Lutero, por Calvino, por Tyndale, por Latimer, Por João Knox, por Parkins, por Rutherford, por João Bunyan, por Owen, por Mathew Henry, Jonathas Edwards, George Whitefield, por Charles …